O que é o Blockchain? A Tecnologia por Trás das Criptomoedas

25/03/2024 às 07:28 | Atualizado há 3 meses
o que e blockchain

A tecnologia blockchain, considerada a inovação mais disruptiva desde a chegada da Internet, revoluciona a maneira como empresas operam e governos interagem com seus cidadãos. Constituindo-se como um sistema descentralizado e distribuído, a blockchain grava transações em múltiplos computadores, garantindo segurança e confiança sem a necessidade de uma autoridade central. A ideia de blockchain foi concebida em 2008 como a tecnologia subjacente à criptomoeda Bitcoin, demonstrando desde então, um vasto potencial que vai além das finanças, incluindo métodos de pagamentos seguros, identificação digital, eleições eletrônicas e monitoramento de cadeias de suprimentos.

Este sistema foi primeiramente proposto em 1979 por David Chaum e posteriormente desenvolvido em 1991 por Stuart Haber e W. Scott Stornetta, sendo aplicado por Satoshi Nakamoto para criar o Bitcoin em 20081. Com características principais como descentralização, transparência, imutabilidade e consenso, a blockchain não é apenas a tecnologia por trás das criptomoedas, mas também uma ferramenta promissora para reinventar como transações são realizadas e registradas globalmente. Este artigo visa explorar detalhadamente o que é a blockchain, como funciona, seus diferentes tipos, principais usos além das finanças e discutir sua segurança.

O Que é Blockchain?

Blockchain é uma tecnologia que oferece um método seguro e transparente para armazenar e transferir informações de maneira descentralizada, eliminando a necessidade de intermediários. Funciona como um grande livro-razão público onde todas as transações são registradas, tornando-se uma ferramenta fundamental para validar informações de forma segura, transparente e eficiente por meio de uma rede descentralizada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Principais características do Blockchain incluem:

  • Privacidade e Transparência: Garante que as informações sejam visíveis para todos os participantes da rede, mantendo ao mesmo tempo a privacidade dos indivíduos.
  • Imutabilidade: Uma vez que uma transação é incluída em um bloco, ela não pode ser revertida, assegurando a integridade dos registros.
  • Decentralização e Redução de Custos: Os dados são armazenados em vários locais, reduzindo os custos de transação e eliminando a necessidade de entidades centrais.

Blockchain é ideal para rastrear ordens, pagamentos, contas, produção e muito mais, devido à sua natureza imediata, compartilhada, transparente e imutável. A tecnologia usa técnicas criptográficas, como funções de hash e assinaturas digitais, para garantir a integridade e autenticidade dos dados. Além disso, os sistemas de blockchain podem ser públicos ou privados, com diferentes mecanismos de consenso e controle de acesso, tornando-os versáteis para diversas aplicações.

Como Funciona o Blockchain

A operação do blockchain é facilitada por um conjunto de processos técnicos que garantem a segurança, transparência e eficiência. Primeiramente, cada transação dentro do blockchain é protegida por criptografia, assegurando que os dados sejam imutáveis e, portanto, não possam ser alterados ou excluídos. Isto é fundamental para a manutenção da integridade do sistema.

  • Processo de Transação:
    1. Verificação: Todas as transações são verificadas por múltiplos computadores na rede, tornando quase impossível alterar dados para fins maliciosos.
    2. Validação: As transações são validadas por múltiplos sistemas, aumentando a segurança da rede.
    3. Adição ao Bloco: Uma vez validada, a transação é incluída em um bloco, e este bloco contém uma referência criptográfica ao bloco anterior, formando uma cadeia.
  • Mineração e Consenso:
    • Os mineradores começam a resolver um problema matemático relacionado à transação. O primeiro que resolve o problema é recompensado em novas moedas, incentivando a manutenção da rede.
    • Para que uma nova transação seja adicionada ao livro-razão digital, é necessário um consenso entre os nós da rede.
  • Segurança e Transparência:
    • Tecnologia de Ledger Distribuído: Elimina a manutenção de registros duplicados comuns em redes de negócios tradicionais, garantindo que nenhum participante possa alterar ou corromper uma transação após sua inclusão no livro-razão .
    • Contratos Inteligentes: Aceleram as transações ao executarem automaticamente, proporcionando maior confiança e eficiência e abrindo novas oportunidades.

Este processo descentralizado e baseado em consenso, juntamente com a utilização de técnicas criptográficas avançadas como o SHA-256, assegura que o blockchain não só preserve a integridade dos dados mas também facilite transações digitais seguras, eficientes e transparentes.

Tipos de Blockchain

Os tipos de blockchain variam significativamente em sua estrutura e finalidade, sendo classificados principalmente em públicos, privados, permissionados e consórcio:

  • Blockchain Público:
    • Acesso aberto a qualquer pessoa para participar e realizar transações.
    • Exemplos notáveis incluem Bitcoin, Ethereum e Litecoin.
    • Oferece alta transparência e segurança, mas pode ser lento na aprovação de transações devido aos baixos níveis de confiança entre os membros.
  • Blockchain Privado:
    • Rede fechada controlada por uma única entidade ou grupo de entidades.
    • O controlador determina as regras, informações e quem pode fazer parte do bloco.
    • Altamente seguro e escalável, com desempenho aprimorado em comparação com o blockchain público.
  • Blockchain de Consórcio:
    • Combina elementos de blockchains públicos e privados, permitindo diferentes partes da rede ter diferentes níveis de acesso e controle.
    • Oferece a flexibilidade e escalabilidade do blockchain privado combinado com a transparência e segurança do blockchain público.
    • Ideal para organizações que buscam colaboração, permitindo a definição de suas próprias regras e políticas, pois possui recursos privados e públicos.

Principais Usos do Blockchain Além das Finanças

A tecnologia blockchain transcendeu suas origens no setor financeiro, encontrando aplicação em uma variedade de outros campos:

  • Saúde:
    • Centralização de registros de pacientes, proporcionando controle sobre seus dados e facilitando o acesso para fins médicos.
    • Compartilhamento seguro e privado de registros médicos eletrônicos, permitindo a interconsulta de informações e garantindo a privacidade dos dados.
  • Gestão de Cadeia de Suprimentos:
    • Melhoria no rastreamento e certificação em toda a cadeia de suprimentos, assegurando transparência.
    • Habilitação do rastreamento de produtos desde matérias-primas até o produto final, aumentando a transparência, identificando e monitorando produtos, e combatendo a falsificação.
  • Governança e Serviços Públicos:
    • O governo brasileiro explora o uso da tecnologia blockchain em cidades inteligentes para tarefas como a gestão mais eficiente de serviços públicos e utilidades.
    • Uso em governança para criar sistemas mais transparentes e responsáveis, reduzindo a corrupção e aumentando a confiança nas instituições governamentais.

Esses exemplos ilustram a versatilidade da blockchain, destacando seu potencial para revolucionar a forma como interagimos com diversos setores além das finanças, promovendo eficiência, transparência e segurança.

Blockchain é Seguro?

A segurança na tecnologia blockchain é uma das suas principais vantagens, proporcionando um ambiente digital robusto e confiável para transações e armazenamento de dados. Diversas soluções de segurança são implementadas para garantir a integridade e a confidencialidade das informações:

  • Módulos de Segurança de Hardware (HSMs): Os HSMs, como Luna Network e ProtectServer, desempenham um papel crucial, armazenando chaves privadas usadas para assinar transações. Eles possuem processadores criptográficos dedicados e certificação FIPS 140-2 nível 3, garantindo um alto nível de segurança.
  • Serviços de HSM na Nuvem: Luna Cloud HSM Services oferecem uma solução de HSM flexível e escalável, eliminando a necessidade de manutenção de hardware, o que facilita a implementação de blockchain para empresas.
  • Autenticação Forte: O SafeNet Authentication Service (SAS) proporciona autenticação forte de usuários em transações blockchain, reduzindo custos operacionais e aumentando a segurança.

Além disso, a tecnologia blockchain possui características inerentes que promovem a segurança, como a eliminação da necessidade de controle centralizado, a distribuição de confiança entre os membros do blockchain, a assinatura digital de transações e o fornecimento de registros imutáveis.

A parceria da Thales com empresas líderes em blockchain e criptomoedas, como IBM, R3 e Ethereum, reforça a implementação de soluções de segurança de nível empresarial para proteger as transações. A redução do volume de transações ilícitas envolvendo criptomoedas de 0,42% em 2022 para 0,34% em 2023 demonstra a eficácia das medidas de segurança implementadas na tecnologia blockchain.

Conclusão

Ao longo deste artigo, exploramos a fundo o conceito de blockchain, uma tecnologia que tem o potencial de transformar diversos setores para além das finanças, abrangendo desde a gestão de cadeias de suprimentos até a governança pública. Características como descentralização, imutabilidade, transparência e segurança são fundamentais para entender o porquê da blockchain ser considerada um marco tecnológico tão significativo. A evolução desde sua concepção até o uso em aplicações contemporâneas demonstra sua adaptabilidade e importância crescente em um mundo cada vez mais digital.

Refletindo sobre as implicações da blockchain, fica evidente o seu enorme potencial de contribuição para uma maior eficiência, segurança e transparência em transações e sistemas de registro. A segurança, uma das maiores vantagens da blockchain, garante um ambiente digital robusto, ao qual setores financeiros e não financeiros estão cada vez mais atentos. Encorajamos a continuação da pesquisa e da discussão sobre essa tecnologia disruptiva, visando explorar todo o seu potencial e fornecer soluções inovadoras para problemas atuais e futuros. A blockchain está apenas no começo de seu desenvolvimento e aplicação, e seu impacto no futuro promete ser ainda mais profundo e abrangente.

Qual é a base tecnológica das criptomoedas?

A tecnologia que sustenta o Bitcoin e outras criptomoedas é conhecida como Blockchain. Ela atua como um livro-razão digital descentralizado, gravando cada transação feita com criptomoedas de forma segura, transparente e permanente.

Como a blockchain opera e qual é o seu propósito?

Blockchain é um sistema de registro distribuído e inalterável que auxilia na gravação de transações e no acompanhamento de ativos dentro de uma rede empresarial. É uma tecnologia que permite a execução de transações com eficiência e segurança.

Por que a tecnologia blockchain é vital para a segurança dos criptoativos?

A tecnologia blockchain é crucial para a segurança dos criptoativos pois fornece um registro transparente e inviolável de todas as transações financeiras. Como a rede é compartilhada e imutável, fica extremamente difícil alterar os dados das transações de criptomoedas, garantindo assim a integridade e a segurança dos ativos digitais.

Qual é a relação entre blockchain e criptomoedas?

Blockchain é uma base de dados distribuída que funciona de forma peer-to-peer e segue regras estritas para a inclusão de novos dados. Cada criptomoeda possui uma blockchain própria que funciona como seu livro-razão público e aberto, registrando todas as transações associadas a essa moeda digital.

Com informações 1,  2, 3

Apaixonado por tecnologia desde cedo, André Luiz é formado em Eletrônica, mas dedicou os últimos 15 anos a explorar as últimas tendências e inovações em tecnologia. Se tornou um jornalista especialista em smartphones, computadores e no mundo das criptomoedas, já compartilhou seus conhecimentos e insights em vários portais de tecnologia no Brasil e no mundo.
Tekimobile Midia LTDA - Todos os direitos reservados